Páginas

Livros

Este livro apresenta os muitos benefícios que as atividades desenvolvidas dentro de uma piscina proporcionam. Nesta obra serão exemplificados os benefícios específicos que a hidroginástica oferece ao participante, independente da faixa etária, gênero, duração da atividade. Contém também um capítulo voltado para os benefícios para gestante. Os exercícios aquáticos oferecem ao indivíduo favorecimento, vantagem, ganho, ou seja, proveito para o praticante.

 Apresenta mais de 50 variáveis que interferem na elaboração de uma aula de hidroginástica e fornece suporte na escolha de um caminho na elaboração de um planejamento semanal, mensal ou anual. Ademais, a obra apresenta mais de 200 tipos de aulas diferentes realizadas no Brasil e no mercado mundial do fitness aquático, o que faz deste material, uma excelente ferramenta de planejamento didático e uma importante fonte de consulta. A Shape traz para o seu catálogo mais uma obra do Prof. Marcelo Barros, tratando de atividades físicas diversificadas na água. É uma obra recomendada para os profissionais de Educação Física e demais profissionais da área da saúde.


Essa obra é uma demonstração do seu potencial, criatividade e que com certeza, irá colaborar de forma expressiva com os profissionais de Educação Física, que precisarão organizar aulas de natação, principalmente aquelas voltadas para a segunda infância (3 aos 6 anos) cujo significado e a estimulação motivacional das atividades têm papel fundamental no processo ensino-aprendizagem. Segundo Fonseca (1995), “a noção de motivação está também intimamente ligada à noção de aprendizagem. A estimulação e a atividade em si não garantem que a aprendizagem se opere. Para aprender é necessário estar-se motivado e interessado. A ocorrência da aprendizagem depende não só do estímulo apropriado, como também de alguma condição interior própria do organismo (‘sede’, ‘curiosidade’, etc.).” Creio que a obra irá contribuir para os profissionais de Educação Física conseguirem encontrar os meios, os estímulos apropriados, mencionados acima por Fonseca, para propiciar aulas de natação prazerosas e significativas a seus alunos, nos aspectos relacionados à aprendizagem da natação e à sobrevivência aquática.  Parabéns e sucesso, Mestre Marcelo Massaud

O livro discute uma temática importante e atual no quadro epidemiológico das populações mundiais de crianças e adolescentes: a obesidade. Partindo de um estudo populacional entre escolares da rede pública de ensino fundamental do município de Niterói, RJ, os autores investigaram a prevalência do excesso de peso e sua associação com as características demográficas e de estilo de vida, particularmente a atividade física e o comportamento sedentário de assistir TV nos escolares. Neste aspecto, os autores discutem as possíveis explicações que podem dar conta da relação entre assistir TV e obesidade, tanto pela atividade sedentária do comportamento quanto o aumento da ingestão energética que a acompanha. Discute-se, ainda, a influência do modelo de comportamento dos pais que pode influenciar no tipo de alimentação, no tempo assistindo TV e no padrão de atividade física que os filhos realizam, por meio da reprodução do seu comportamento. A conclusão é de que há necessidade de se criar estratégias sensíveis e individualizadas para promover a atividade física e substituir o tempo assistindo TV por um lazer ativo e que envolvam, profissionais de saúde, professores e pais.


O livro discute o papel da União, Estado e Município nas ações centradas nos treze fatores (diretor, escola pública, pais, programas do governo, nutricionista, professor de educação física, amigos, espaço público esportivo, médico, propaganda, avanços tecnológicos, segurança pública e psicossocial) que podem influenciar na prevenção e combate da obesidade em adolescentes escolares.

A saúde, educação e atividade física são evidenciadas como três pilares de atuação do professor de educação física, único profissional que está ligado diretamente às três áreas e que deveria atuar na articulação interministérios/secretarias dessas áreas. A escola, que por essência é local de ensino e onde o adolescente passa grande parte do dia, é apontada como ambiente ideal para ações de promoção e conscientização para que os adolescentes se empoderem em relação a ter estilo de vida ativo, bons hábitos alimentares, redução de comportamento sedentário e, sobretudo, prevenir doenças nesta fase da vida e na idade adulta.





Natação Monitorada se propõe a apresentar e discutir formas não invasivas de registro e avaliação do aluno de natação desde o primeiro dia de aula (teste de aquacidade) até a performance nos nados, com ênfase no monitoramento sistemático e sobretudo, discutir a importância do professor de natação criar métodos para monitorar o aprendizado do aluno. Essa obra, que trata dos testes desde aquacidade até o nível avançado será  de grande valia a todos os profissionais e estudantes da Educação Física, bem como os amantes da Natação, pela organização e abrangência com que o autor trata o tema; breve apresentação histórica; perfil do aluno; anamnese; autoavaliação do Estado de saúde; características dos praticantes, carga de treino e consequências, intensidade de treinamento, o que surpreenderá o leitor, por não ter um foco a nadadores do contexto competitivo; questionários e fichas diversas, entre eles Questionário de Prontidão para Atividade Física; tipos de avaliação; habilidades técnicas de ensino, como ferramenta do processo pedagógico e avaliativo; sugestões de diversos testes, considerando o nível de habilidade aquática dos praticantes e muito mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário